Sobre Fotógrafia documental de casamento e família I Matheus Freitas

Minha história

Matheus Freitas

Das paixões que tenho, destaco a fotografia. Sabe aquele amor antigo que a gente lembra com nostalgia? É assim que essa arte é pra mim. Lembro o dia que fui ao mercado informal da cidade comprar minha "máquina fotográfica". As primeiras fotos com ela estão bem longe do ideal. Mas, era meu primeiro amor, não me julgue! Quem está lendo sabe como essas coisas do coração funcionam. Anos mais tarde veio a câmera digital de 7.1 MP - tornou-se o amor da minha vida! As fotos que tirei com ela tenho muito apreço em olhar. Confesso que depois da modinha dos "selfies" esqueci um pouco a minha amada de lado; mas, não por isso, deixei de ser um cara apaixonado. Tive, então, a oportunidade de trabalhar com uma semiprofissional. Não me esqueço da primeira foto, na qual pus meu nome. Quase a sensação de registrar o filho no cartório (perdoem-me os pais o exagero!). Aproveito o espaço para agradecer aos amigos pelo incentivo. Aquele abraço, em especial, para o meu motivador, sócio, melhor amigo, irmão e pai, que comprou minha Nikon D7100. Desejo dar continuidade a essa história e, logo, viver no mundo Full Frame. Um passo de cada vez, eu faço uma opção: transformar a essência em alguma coisa um pouco diferente do que era antes - parafraseando C.S.Lewis.